22 de jan de 2014

Casamento: Modo de usar

Encontrei este texto na internet e resolvi que valia a pena compartilhar com vocês! Olhem que lindo...

Case-se com alguém que adore te escutar contando algo banal como o preço abusivo dos tomates, ou que entenda quando você precisar filosofar sobre os desamores de Nietzsche.

Case-se com alguém que você também adore ouvir. É fácil reconhecer uma voz com quem se deve casar; ela te tranquiliza e ao mesmo tempo te deixa eufórico como em sua infância, quando se ouvia o som do portão abrindo, dos pais finalmente chegando. Observe se não há desespero ou insegurança no silêncio mútuo, assim sendo, case-se.
Se aquela pessoa não te faz rir, também não serve para casar. Vai chegar a hora em que tudo o que vocês poderão fazer, é rir de si mesmos. E não há nada mais cruel do que estar em apuros com alguém sem espontaneidade, sem vida nos olhos.
Case-se com alguém cheio de defeitos, irritante que seja, mas desconfie dos perfeitinhos que não se despenteiam. Fuja de quem conta pequenas mentiras durante o dia. Observe o caráter, antes de perceber as caspas.
Case-se com alguém por quem tenha tesão. Principalmente tesão de vida. Alguém que não lhe peça para melhorar, que não o critique gratuitamente, alguém que simplesmente seja tão gracioso e admirável que impregne em você a vontade de ser melhor e maior, para si mesmo.
Para se casar, bastam pequenas habilidades. Certifique-se de que um dos dois sabe cumpri-las. É preciso ter quem troque lâmpadas e quem siga uma receita sem atear fogo na cozinha; é preciso ter alguém que saiba fazer massagem nos pés e alguém que saiba escolher verduras no mercado. E assim segue-se: um faz bolinho de chuva, o outro escolhe bons filmes; um pendura o quadro e o outro cuida para que não fique torto. Tem aquele que escolhe os presentes para as festas de criança e aquele que sabe furar uma parede, e só a parede por ora. Essa é uma das grandes graças da coisa toda, ter uma boa equipe de dois.
Passamos tanto tempo observando se nos encaixamos na cama, se sentimos estalinhos no beijo, se nossos signos se complementam no zodíaco, que deixamos de prestar atenção no que realmente importa; os valores. Essa palavra antiga e, hoje assustadora, nunca deveria sair de moda.
Os lábios se buscam, os corpos encontram espaços, mas quando duas pessoas olham em direções diferentes, simplesmente não podem caminhar juntas. É duro, mas é a verdade. Sabendo que caminho quer trilhar, relaxe! A pessoa certa para casar certamente já o anda trilhando. Como reconhecê-la? Vocês estarão rindo. Rindo-se.

(Diego Engenho Novo)

7 comentários:

  1. Que texto lindo ^^
    Traz muitas verdades!!!
    Bjus
    Ana - www.amarmefazfeliz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Difícil encontrar um texto tão simples e tão tocante a respeito desse assunto… Pura verdade p/ mim, mt aconchegante. Parabéns!

    giovanaefabiano.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Uau! Amei o txt. Diz mta verdade...
    bjinho flor
    ahistoriadenos2.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Que lindo, eu já havia lido alguma coisa parecida de "Rubem Alves", se não o conhece, vale a pena.
    Os valores pessoais são as coisas mais importantes para um casamento dar certo, mas são coisas que demoramos muito tempo pra perceber..... infelizmente!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  5. Amei o texto! e realmente quando encontramos a pessoa certa, temos u mix de sentimentos em nós né? de Calmaria e euforia, de saciedade e quero mais. O amor é simplesmente magnífico <3

    tô seguindo, amei o teu blog!

    beeijo

    ResponderExcluir
  6. Texto muito lindo mesmo, me lembrou um que eu li tem alguns dias. Vou colocar aqui para vocês lerem também. É muito lindo

    http://blog.virtualjoias.com/casamento-nao-e-pra-voce/

    ResponderExcluir

Comente, opine e compartilhe!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
' Casar é chic ! , * © Copyright 2013. Desenvolvido por Vivi Art’s Design.